top of page

Quinze Anos Sem Xyko do SAAE

Francisco Benedito Pereira da Silva era competente e dedicado, orgulhoso de seu trabalho, companheiro dos colegas de serviço, bem-humorado e irônico na medida e no momento certos.


Xyko do SAAE sabia da importância de seu trabalho para toda a comunidade. E se sentia como um servidor do cidadão, uma pessoa comprometida com a solução dos problemas. Ele pensava grande, via as coisas lá na frente e sabia quanto tinha de correr para que o SAAE não fosse pego de surpresa. Não é nenhum exagero dizer que o SAAE era a vida de Xyko e Xyko, a alma do nosso Serviço Autônomo de Águas e Esgoto.


Ele ingressou na autarquia em 1º de agosto de 1971 quando contava apenas 16 anos. Começou como escriturário e chegou ao posto máximo, o de superintendente, em 1997, permanecendo neste cargo durante três anos no governo de Leo Rogado.


Xyko levou uma rasteira do destino quando estava no auge de seu domínio técnico e sabedoria — e, ironicamente, às portas da aposentadoria. Em 2007, já doente, ele recebeu finalmente o título de cidadão honorário de Porto Feliz.


A Câmara corrigia um erro do destino, já que Xyko , por mero acaso, havia nascido em Itu e não na Porto Feliz que tanto amava.


Numa segunda-feira, 20 de abril de 2009, em Sorocaba, aonde estava internado, Xyko do SAAE morreu. Tinha apenas 54 anos, com muito ainda para dar à nossa cidade. Porto Feliz perdeu uma grande figura humana e eu perdi um grande amigo, de quem continuo sentido saudades imensas.


Roberto Prestes de Souza é professor e diretor responsável da TRIBUNA

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page