top of page

Você compraria um carro usado do Quique? Um servente comprou e quase foi preso

Você compraria um carro usado de alguém chamado Quique? Nada contra os Quique, mas negócio com veículo é coisa séria, como descobriu o jovem de 23 anos. Quique vendeu a ele um Ford Ka Flex 2010 em perfeitas condições. Único problema: o carro era produto de furto cometido no ano passado.


Vila Angélica

Duas equipes especializadas da Guarda Civil Municipal estavam em patrulhamento por Vila Angélica na tarde da quarta-feira 17. Na rua Carlos Gomes, a Ronda Ostensiva Municipal e o Grupo de Operações com Cães viu um carro que desafinava nas leis de trânsito.


A placa do Ka estava borrada, “dificultando sua identificação”, como disse um GCM em depoimento. As equipes pararam o carro e abordaram os dois ocupantes.


Sem carteira

O passageiro guardava no bolso uma porção de maconha. O motorista não tinha carteira de habilitação e apresentou apenas uma cópia do documento do carro.


Verificando o chassi do Ka, as equipes viram que os números de segurança eram diferentes daqueles que constavam do documento copiado. Pelo número do motor, descobriu-se que o carro era furtado.


Em Boituva

O crime aconteceu em Boituva em outubro do ano passado. A vítima de 46 anos foi visitar os pais e deixou o carro estacionado na frente da casa deles. No início da noite, quando saiu para ir embora, viu que o Ka Flex prata tinha sumido. A vítima tinha seguro do veículo.


O motorista, um servente de 23 anos, disse ter comprado o carro no final do ano passado por R$ 15 mil. Deu R$ 5 mil de entrada e já tinha pagado quatro parcelas de R$ 1 mil. Fez alguns pagamentos em dinheiro e alguns por Pix.


Quique

O vendedor é o Quique citado no início, de quem o comprador não sabe nem o nome completo nem o endereço. O delegado de Polícia Civil titular de Porto Feliz, Raony de Brito Barbedo, considerou que o servente comprou o carro de boa fé. Por isso, deixou de autuá-lo em flagrante pelo crime de receptação (posse de veículo furtado).


O servente escapou do flagrante, mas não do inquérito policial e terá de apresentar os comprovantes de pagamento. Quem sabe pelos comprovantes a polícia descobre quem é Quique...

16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page