top of page

ROMU e GOC flagram homem vendendo drogas ao lado de contêiner de lixo




Teve correria em Vila Maria na manhã da terça-feira (9). Quando a Guarda Civil Municipal chegou ao bairro, estragou uma venda de drogas. O cliente saiu correndo e caiu no mundo. O vendedor foi abordado, autuado em flagrante e preso.


O homem de 52 anos negou o crime. Duas equipes especializadas da GCM, a Ronda Ostensiva Municipal e o Grupo de Operações com Cães estavam em patrulhamento pelo bairro.


Por volta das 11h, ao entrar na rua Bartolomeu Bueno, os guardas viram a cena suspeita. Um homem estava recebendo de outro uma nota de dez reais. Ao perceber a aproximação das viaturas, o homem que havia dado o dinheiro saiu correndo e não pôde ser alcançado. O outro dispensou uma embalagem dentro de um contâiner de lixo.


Ao revistar Antônio Donisete Nobre, os GCMs encontraram apenas um celular e R$ 40 — a nota de dez reais que ele tinha acabado de receber e R$ 30 num bolso. Os guardas pegaram o invólucro no contêiner de lixo. Ele continha 26 porções de crack.


O delegado de Polícia Civil titular de Porto Feliz, Raony de Brito Barbedo, determinou que Antônio fosse autuado em flagrante. Ele negou o crime e disse que não havia recebido nenhum dinheiro. O autuado disse que tinha ido jogar lixo no contêiner quando foi abordado pelos GCMs.


O dinheiro encontrado com ele era fruto de “serviços esporádicos”, já que está desempregado. Em audiência de custódia, o juiz de Direito da 1ª Vara, Diogo da Silva Castro, transformou o flagrante em prisão preventiva.

0 visualização0 comentário

Kommentarer


bottom of page