top of page

Novo livro traz artigo do professor Carlos

 ‘Lugares de Memórias dos Trabalhadores’ foi lançado por laboratório da UFRJ



O interesse pelo passado tem crescido entre os brasileiros. Páginas e perfis de redes sociais da internet surgem com temáticas relacionadas à memória e a nostalgia de tempos idos.


Nesse sentido, a formação de lugares de memória se converte em importante ação para rememoração e fortalecimento dos laços de pertencimento (a um grupo ou localidade) e, portanto, na formação de identidades.


Prof. Carlos

Nas cidades de Porto Feliz e Sorocaba o professor de História Carlos Carvalho Cavalheiro tem desenvolvido tais reflexões e realizado ações de instituição de lugares de memória. Em Porto Feliz, com seu trabalho docente na rede pública municipal desde 2006, Carlos Cavalheiro realizou inúmeros passeios temáticos e desenvolveu, junto aos seus alunos, projetos como “A História de uma rua” (memórias sobre e rua da Laje), realizado no ano de 2012, e o projeto “Origens”, que produziu vídeos de histórias pessoais de afrodescendentes com a utilização da metodologia de História Oral. Esse último trabalho foi realizado em 2023.


Mestrado

Lugares de memória também foi o tema da dissertação de Mestrado do professor Carlos Cavalheiro, defendida em 2017 na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar, campus Sorocaba). Nesse trabalho, Carlos discorreu sobre os lugares de memória de Sorocaba. Nessa cidade ele desenvolveu diversos roteiros de passeios temáticos, sendo pioneiro no Estado de São Paulo, da instituição de um roteiro específico sobre Lugares de Memória Negra em 2011.


Todo esse trabalho rendeu ao professor Carlos o convite do professor Paulo Fontes, professor do Instituto de História UFRJ e um dos pesquisadores do Laboratório de Estudos da História dos Mundos do Trabalho (LEHMT), para publicar um pequeno artigo que, inicialmente, foi disponibilizado na internet e, agora, faz parte do livro “Lugares de Memória dos Trabalhadores”, recém lançado.


Federal do Rio

Para celebrar o Primeiro de Maio, o LEHMT/ UFRJ anunciou a publicação do livro “Lugares de Memória dos Trabalhadores”, publicado pela Editora Alameda em parceria com a Fundação Perseu Abramo e apoio do PPGHIS/UFRJ. A obra é organizada por Paulo Fontes, professor do Instituto de História da UFRJ, e reúne 100 artigos curtos escritos por renomados/ as especialistas.


As marcas das experiências dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros estão espalhadas por inúmeros lugares da cidade e do campo. Muitos desses locais não mais existem, outros estão esquecidos, pouquíssimos são celebrados.


Na batalha de memórias, os mundos do trabalho e seus lugares também são negligenciados. Baseado na série de mesmo nome do portal lehmt.org, esse livro procura justa mente dar visibilidade para essa geografia social, ao estimular uma reflexão sobre os espaços onde vi vemos e como sua história e memória são tratadas. Os textos contam a história de lugares de atuação política e social, de lazer, de protestos, de repressão, de rituais e de criação de sociabilidades.


Estátuas, praças, ruas, locais de trabalho, agências estatais, sedes de organizações, entre muitos outros. Todos eles, espaços que marcaram a história do trabalho no Brasil.


O texto do professor Carlos Carvalho Cavalheiro discorre sobre a fachada da antiga Fábrica de Chapéus Souza Pereira, de Sorocaba. É o único texto que traz informação sobre a região.


O livro está em fase de pré-venda disponível pelo site da Editora Alameda (https://www.alamedae ditorial.com.br/) ou pelo email (vendas@alamedaeditorial.com.br). Em breve, haverá lançamentos presenciais do livro no Rio, em São Paulo e outras cidades.


Mais detalhes podem ser conferidos no site do LEHMT em: Publicação do livro “Lugares de Memória dos Trabalhadores” – Laboratório de Estudos de História dos Mundos do Trabalho (lehmt.org)

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page