top of page

Homem cai em córrego, é arrastado e morre afogado


Saulo do Vale Novaes

Saulo do Vale Novaes morreu afogado nesta terça-feira (16), depois de cair no córrego de Vila Tatu e ser arrastado. Se corpo foi retirado das águas do Rio Tietê dois dias depois, na manhã de quinta-feira.


A vítima, que completaria 39 anos no início de maio, saiu de casa por volta da uma da tarde de terça. Às 17h30, testemunhas do acidente procuraram a mãe de Saulo para contar o ocorrido.


Chuva forte

Segundo a mãe, uma cozinheira de 61 anos, algumas pessoas viram quando Saulo caiu no córrego e foi arrastado pela força das águas. A chegada de uma frente fria causou fortes chuvas em alguns pontos do Estado de São Paulo. Porto Feliz foi uma das cidades mais atingidas na região.


Na Garapeira

Saulo foi arrastado até o Rio Tietê e desapareceu. O Corpo de Bombeiros foi informado na tarde do mesmo dia e deu início às buscas. O corpo só seria localizado por volta das 10h30 de quinta-feira na altura da Lanchonete e Restaurante A Garapeira, no quilômetro 138 da rodovia Marechal Rondon.


Sentença

No último mês de fevereiro, a juíza de Direito da 2ª Vara da Comarca, Raisa Alcântara Cruvinel Schneider, sentenciou Saulo a um ano em regime inicial aberto pelo crime de furto. Em outubro de 2021 ele pulou o muro da Delegacia de Polícia, então interditada pela Defesa Civil, e furtou quatro pneus.


Saulo foi abordado pouco depois pela Guarda Civil Municipal na avenida Getúlio Vargas empurrando um carrinho de supermercado com os pneus. O carrinho era a marca registrada dele. Em sua sentença, a juíza notou que o réu era multirreincidente.

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page