top of page

A Implantação da Rede de Esgoto na Região Central

NA RUA JOSÉ BONIFÁCIO. Foto da década de 1950 registra a construção da rede de esgoto num tempo em que a Prefeitura não dispunha de máquinas e equipamentos

A bela foto que ilustra esta postagem é, provavelmente, da década de 1950 e mostra uma antiga carroça puxada por duas parelhas de burro e um burro guia, utilizada no serviço de transporte das manilhas de barro e todo material empregado na construção da rede de esgoto na região central da nossa cidade. Observa-se na imagem como era o velho casarão que abriga a tradicional Foto Moraes, fundada pelo saudoso fotógrafo Bento Moraes e, por muitos anos, dirigida pelo também saudoso amigo Professor Nelson Silveira Moraes. Notem na parede do belo casarão a expressão “Fotografias Esportivas” como uma espécie de publicidade para divulgar uma das especialidades do conhecido estabelecimento comercial. Naqueles velhos tempos, diferentemente dos dias atuais, os serviços de abertura das valetas e de colocação das manilhas eram feitos de forma inteiramente manual, pois a Administração Municipal não dispunha dos caminhões e máquinas apropriados para a realização do importante trabalho. A escavação do solo era totalmente desenvolvida pela força A Implantação da Rede de Esgoto na Região Central física do trabalhador, utilizando picaretas, enxadas, cavadeiras, pás e enxadões. Ressalte-se, por oportuno, que esse importante trabalho era realizado exclusivamente por servidores da Prefeitura Municipal, pois naquele tempo não se cogitava e nem existiam recursos próprios para a terceirização da obra. De acordo com as informações que conseguimos levantar, o cidadão que aparece na foto comandando a carroça na realização do serviço é o Sr. Albino Britolli que, de conformidade com as exigências daquela época, possuía até mesmo uma espécie de “carta de habilitação” expedida pela Prefeitura Municipal, que o credenciava para transitar com sua carroça pelas ruas da cidade. As redes de água e esgoto implantadas naqueles velhos tempos, em grande parte, permanecem até hoje servindo a população, fato que evidencia a qualidade dos serviços manualmente realizados. Os fatos narrados servem para mostrar as dificuldades enfrentadas pelos nossos antigos administradores que sempre souberam enfrentar com galhardia todas as vicissitudes, evidenciando amor e respeito para com a cidade e a população. A eles o nosso reconhecimento e a nossa profunda gratidão!


Foi um dia na história passada / Desta gente que alegre se diz / Bandeirantes que daqui partiram / Encheram de glórias o Porto Feliz!


Reinaldo Crocco Júnior é advogado, escritor, pesquisador e colaborador da TRIBUNA

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page